A preocupação com a minimização dos impactos do aquecimento global levaram a Fundação SOS Mata Atlântica, a SPTuris e a Key Associados a se unirem em uma ação inédita. As emissões de gás carbônico geradas nos quatro dias de desfile das escolas de samba de São Paulo serão compensadas pelo plantio de 1200 árvores nativas em áreas de restauração da Mata Atlântica dentro do Programa Florestas do Futuro da ONG.

A bandeira de 100 m2 da ONG será aberta na sexta-feira, primeiro dia do desfile no Sambódromo, com a participação dos voluntários da instituição. Os cálculos da neutralização de carbono no Carnaval foram feitos pela consultoria Key Associados. Dados sobre consumo de energia elétrica, gás, transporte e lixo produzido pelo evento foram levantados pelos especialistas para chegar ao cálculo aproximado de 670 toneladas de carbono. Saiba como você também pode neutralizar suas emissões de carbono no site www.florestasdofuturo.org.br

Fonte: SOS Mata Atlântica 

Anúncios