Da Amazônia ao Himalaia, diversas maravilhas da natureza estão ameaçadas de destruição se a temperatura do planeta continuar aumentando no ritmo atual. Não basta cobrar dos governos que passem a emitir menos gases causadores do aquecimento global e a reduzir o desmatamento ilegal, mas é preciso atuar diretamente nas áreas afetadas pelos impactos das mudanças climáticas e nas comunidades que moram nesses locais.

Assim como, no Brasil, a Amazônia está ameaçada pela seca e sua vegetação pode ser completamente transformada, deixando de ser a exuberante floresta para se transformar em cerrado, em outros lugares do mundo, há várias regiões importantes sofrendo com o aquecimento do planeta como a morte dos corais na Grande Barreira, na Austrália. Na China, o rio Yangtse está sofrendo com falta d´água porque as geleiras continuam a recuar.

Nossos vizinhos na América do Sul, Argentina e Chile, estão correndo o risco de perder a floresta Valdivia por causa do aumento da incidência das queimadas nas florestas. As árvores de lá têm cerca de três mil anos.

Embora a adaptação aos impactos das mudanças climáticas possa salvar alguns ecossistemas, outros só podem escapar se os governos tomarem medidas drásticas e imediatas.

Fonte: WWF-Brasil

Anúncios