O Grupo HSBC lança hoje, 30 de maio, em âmbito mundial, o “Climate Partnership”, programa ambiental para responder às urgentes ameaças das mudanças climáticas em todo mundo. Com investimento de U$ 100 milhões e duração de cinco anos, o programa terá ações desenvolvidas pelos parceiros WWF, The Climate Group, Earthwatch Institute e Smithsonian Tropical Research Institute (STRI). O HSBC Climate Partnership será focado em quatro pontos estratégicos: defesa dos recursos hídricos; mitigação dos impactos do CO em grandes metrópoles; pesquisa de biodiversidade em florestas tropicais e engajamento pessoal para mudança de atitude dos indivíduos em todo mundo.

O programa se propõe a identificar e estimular o desenvolvimento de novos negócios sustentáveis nas áreas dos biocombustíveis, da energia renovável e eficiência energética, do manejo florestal e dos assuntos relativos à água. O WWF-Brasil pretende incentivar o uso sustentável de biocombustíveis como forma de reduzir as emissões de gases de efeito estufa. Uma das preocupações da instituição, entretanto, é com a ameaça de um crescimento desordenado das culturas necessárias ao biocombustível, que pode induzir ao desmatamento e ameaçar a segurança alimentar, na medida em que estas culturas substituam a área hoje cultivada com alimentos, lembrando que no Brasil, a maior causa da emissão de CO é justamente o desmatamento. Esta deve ser a opção do Brasil para gerar emprego, promover o desenvolvimento e, ao mesmo tempo, cuidar dos recursos naturais e se preparar para os efeitos das mudanças climáticas.

A parceria com o HSBC pode conduzir a uma mudança global, considerando que o banco é uma das mais importantes instituições financeiras do mundo e está elaborando linhas de ação que orientarão seus investimentos de forma a considerar critérios ambientais e sociais.

Fonte: WWF-Brasil

Anúncios