to-pukkelhvaler-bryder-overfla500-1.jpg

Representantes de 15 ONGs latino-americanas especializadas em pesquisa com cetáceos enviaram proposta ao parlamento chileno para a criação de um santuário de baleias em águas territorias do país. O Chile será sede, em junho do ano que vem, o 60o. encontro anual da Comissão Internacional de Baleias (CIB). Segundo o texto do acordo proposto, o santuário de baleias deve proibir completamente as operações de caça comercial e científica para assegurar a conservação da diversidade de espécies de cetáceos encontrados nas águas chilenas.
O Senado chileno aprovou acordos semelhantes no passado. Em 2006, os senadores aprovaram a necessidade de se garantir maior prioridade à preservação das baleias e seu ecossistema como parte da política externa do país, e em 2007 o Senado reconheceu a necessidade de uma política nacional de conservação e uso não-letal dos cetáceos.
O grupo de ONGs inclui representantes do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, México, Panamá, Uruguai e Venezuela, que discutiram também o estabelecimento de outros santuários para baleias em outras regiões do mundo, o desenvolvimento responsável do turismo de observação de baleias e o fortalecimento de programas de pesquisa de cetáceos.
Vale salientar que o Chile pertence ao bloco de países latino-americanos conservacionistas que está trabalhando ativamente na CIB para assegurar uma lei soberana que permita o uso não-letal das baleias no hemisfério sul.

Fonte: Greenpeace 

Anúncios