Tem gente de sobra que sequer pensa nisso, mas as sacolas distribuídas a torto e a direito nos supermercados muitas vezes vão parar nos oceanos. E lá, são prato cheio para detonar a vida selvagem. Peixes, golfinhos, focas, leões marinhos e uma lista bem mais extensa de espécies estão morrendo enforcadas ou sufocadas, após engolir plásticos. E isso não é caso isolado.

Por meses a bordo de navios, pesquisadores do Greenpeace e da British Antarctic Survey constataram que o lixo produzido pelo homem tem chegado às regiões mais remotas do planeta. De todo o material avistado nas águas da região antártica, por exemplo, cerca de 40% eram plástico.

A presença do material sob a superfície azul já é tão comum que o tema virou até exposição. Entre 18 de julho e 29 de agosto, está em cartaz na Caixa Cultural de São Paulo a exposição “Oceano Invadido”, que mostra a praga das sacolas num universo onde elas não deveriam habitar.

Fonte: Greenpeace

Anúncios